Homens de verdade amam a Igreja!

Acho que não é um exagero dizer que provavelmente nunca na história da humanidade a noção de sexo masculino, de ser homem, de ser “macho” esteve tão deturpada como está hoje. Precisamos reaprender o que é um homem de Deus comum. Aliás, mulheres, vocês ainda podem aprender muito disso também. Se você está solteira, você pode aprender por que tipo de homem você deve orar e buscar um marido. Se você é mãe, você pode aprender a orar por que tipo de homem seus filhos podem se tornar. Você também pode aprender a respeito do que seu marido mais precisa, e então orar de maneira adequada. Então, mulheres, não me dispensem. Vocês precisam ouvir isso tanto quanto os homens.

Quando o Apóstolo Paulo pensou a respeito dos homens, ele sabia reconhecer exemplos piedosos daquilo que um homem deveria ser e dois indivíduos vieram à mente: Timóteo e Epafrodito. Ele os descreve em Filipenses 2.19-30. Quero examinar brevemente aquilo que ele diz a respeito de Timóteo nos versículos 19-24. Aqui está o que ele escreve:

Espero no Senhor Jesus enviar-lhes Timóteo brevemente, para que eu também me sinta animado quando receber notícias de vocês. Não tenho ninguém como ele, que tenha interesse sincero pelo bem-estar de vocês, pois todos buscam os seus próprios interesses e não os de Jesus Cristo. Mas vocês sabem que Timóteo foi aprovado, porque serviu comigo no trabalho do evangelho como um filho ao lado de seu pai. Portanto, é ele quem espero enviar, tão logo me certifique da minha situação, confiando no Senhor que em breve também poderei ir. (Fp 2.19-24)

Paulo nos diz no v.19 que o seu propósito ao enviar Timóteo a Filipos tinha dois objetivos: 1) para que os filipenses fossem encorajados pelas boas notícias de como Paulo estava e, também, especialmente, 2) para que o próprio Paulo pudesse alegrar-se ao ouvir a respeito dos filipenses.

Timóteo é citado pela primeira vez no Novo Testamento em Atos 16.1. A partir desse texto podemos inferir que ele era de Listra e era filho de um casamento misto: seu pai era um grego pagão e sua mãe, cujo nome era Eunice, era uma judia devota. Paulo nos diz em 2 Timóteo que o menino foi criado nas Escrituras pela sua mãe e sua avó, Lóide. A maioria crê que Paulo levou Timóteo à fé salvífica em Cristo durante sua primeira viagem missionária em 47 a.C. (ver 1 Co 4.17; 1 Tm 1.2; 2 Tm 1.2). Em torno de 51 a.C. ele se junta a Paulo e viaja extensivamente nas viagens missionárias do apóstolo. Ele eventualmente se estabelece em Éfeso, muito provavelmente como um ancião e pastor naquela cidade.

Nos versículos 20-24, Paulo menciona três razões pelas quais enviou Timóteo a Filipos em vez de outra pessoa. E nessas três razões vemos algo daquilo que um homem de verdade deve ser. Aqui somos expostos à masculinidade bíblica autêntica, um homem digno de ser imitado.

(1) A primeira razão é que Paulo diz que não há “ninguém como ele” (v. 20a) ou de maneira mais literal, ninguém “de alma igual”. Em outras palavras, qualquer coisa que Timóteo faz ou diz quando ele chega, os filipenses podem ter certeza de que é exatamente o que o próprio Paulo teria feito ou dito. Timóteo conhece o coração e a mente de Paulo melhor que qualquer outro. Mais do que isso, ao olhar ao seu redor, Paulo não foi capaz de encontrar ninguém que tivesse a mesma paixão pelas pessoas que Timóteo. Ninguém incorporava os valores e as crenças do apóstolo tão plenamente como Timóteo. Paulo não fala a respeito da sua conta bancária, da sua habilidade atlética, da sua aparência física, sua fama ou qualquer uma das coisas que tipicamente associamos aos homens “de verdade”.

(2) Segundo, não há outro que “tenha interesse sincero pelo bem-estar de vocês” (v. 20b). Além do mais, “todos buscam os seus próprios interesses e não os de Jesus Cristo” (v. 21). Esta é uma afirmação notável. Preste atenção ao contraste. Paulo nos apresenta o amor e interesse sincero de Timóteo pelos filipenses contra a falta de interesse de todos os outros por Cristo.

Isso não parece fazer sentido. Parece que, em vez disso, Paulo deveria ter escrito: “Eles buscam outros interesses, e não os dos filipenses”. Em outra palavras, ele não deveria ter dito, “Timóteo tem interesse em vocês mas os outros só tem interesse em si mesmos”? Mas repare o que Paulo realmente diz: “Timóteo tem interesse em vocês, mas a eles falta o interesse por Cristo”!

Acho que o Paulo está dizendo é que ter interesse, se preocupar com outros cristãos, como Timóteo faz com os filipenses, é ter interesse e se preocupar por Cristo. Amar outros cristãos é amar a Cristo. Essas outras pessoas não lhes amam, Paulo diz, porque não amam a Cristo. Se eles tivessem interesse nas coisas de Cristo ele teriam interesse também no seu bem-estar! Considere estas afirmações semelhantes:

“Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus, e todo aquele que ama o Pai ama também ao que dele foi gerado.” (1 Jo 5.1,2)

“Deus não é injusto; ele não se esquecerá do trabalho de vocês e do amor que demonstraram por ele, pois ajudaram os santos e continuam a ajudá-los.” (Hb 6.10)

Então, como é que Paulo sabe que Timóteo tem o interesse de Jesus Cristo e a glória de Jesus Cristo no lugar mais alto do seu coração e do seu afeto? Ele sabe disso porque ele reconhece o quanto Timóteo ama e tem interesses no bem-estar do povo de Cristo, os filipenses.

Você pode até querer afirmar a fé cristã e rejeitar os cristãos, mas não pode. Você pode até querer amar a Cristo e ignorar e desprezar a Igreja, mas não pode. A Bíblia simplesmente não o permite.

Mas o mais importante para nós é ver que o tipo de “homem” que Deus aprova é aquele que não teme sentir e mostrar o seu amor sincero por outros cristãos. Os verdadeiros homens de Deus amam o povo de Deus e estão dispostos a fazer qualquer sacrifício que for necessário para que ele para que conheça a Cristo mais plenamente.

(3) A terceira razão pela qual Paulo envia Timóteo é por ele ter uma reputação impressionante. Vemos no v. 22 – “Mas vocês sabem que Timóteo foi aprovado, porque serviu comigo no trabalho do evangelho como um filho ao lado de seu pai.” Timóteo entende o Evangelho, fez vários sacrifícios pelo Evangelho e serviu diligentemente ao lado de Paulo proclamando o Evangelho. Vocês podem confiar nele, diz Paulo. Isso soa como algo que o especialistas do século XXI diriam? O retrato de Timóteo é algo que você leria com frequência num tabloide de Hollywood ou nos blogs que atualmente promovem o que a maioria pensa a respeito da masculinidade? Duvido.

Que Deus nos ajude, homens, a buscar esta qualidade de caráter e devoção ao Evangelho e à Igreja que Timóteo tão alegremente personificava. Que Deus ajude as mulheres a buscar este tipo de homem na sua procura por um marido. Que Deus ajude as mães a criarem filhos para serem como Timóteo, que pela graça de Deus se dedicou a ser como Paulo, que por sua vez imitava o próprio Cristo.